PSD, Partido Sem Destino.

Assistimos à criação de mais uma agremiação partidária típica da democracia representativa brasileira, um partido amorfo, sem nenhuma base ideológica ou social, voltado exclusivamente para conquistar espaços no controle do estado.

Rodrigo Maia, eminência dos Demos, descreveu bem seu ex-partidário: em todos estes anos que temos relacionamento político, Kassab jamais realizou qualquer discussão ou opção ideológica, sua atuação sempre foi voltada a estratégias de conquista de poder.

O cerne do novo partido é velho e bem conhecido, pela história de seus agregados é um partido de conservadorismo atávico, que faz qualquer acordo ou opção por um lugar no fisiologismo estatal.

É um racha no campo conservador, uma tentativa de reciclar o declínio do PFL-Demoníaco.

É o antigo PDS fisiológico da ditadura com uma cara mais comercial, formado por um bando de milhonários, e que já nasce sob o signo do abandono do povão como definido no último artigo do FHC.

Uma merreca de partido, mas que já está sendo servido com grande atenção pelo velho cartel da mídia, aí está a grande articulação da direita, montar mais uma alternativa de apresentação, já que a emenda PSDB-DEMO só faz vergonha.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: