Um livro pronto sobre cachaça quer ir para a gráfica

Artigo sugerido por Cido Araújo, BlogProgSP

PublishNews – Ricardo Costa

Alunas do curso de Produção Editorial da Anhembi Morumbi vencem o Prêmio Tatu e agora batalham pela edição do livro que criaram

No curso de Produção Editorial da Universidade Anhembi Morumbi, os trabalhos de conclusão de curso concorrem ao Prêmio Tatu. Em 2010 o vencedor – foram três finalistas – foi o projeto do livro Pro santo!, criado pela Estilo Editorial, das alunas Sandra Menezes, Lindiana Dalício Valença e Patrícia Kataoka, que conta a história da cachaça de uma maneira descontraída e informal. Segundo as alunas, o tema foi sugestão de um professor, mas o grande desafio foi encontrar uma abordagem diferenciada.

O trabalho começou com uma pesquisa extensa, tendo a gastronomia como foco. Tal pesquisa já revelou algumas dificuldades que enfrentariam no desenvolvimento do projeto, como a total falta de bibliografia e as informações desencontradas entre os entrevistados, livros e sites consultados.

Feita a pesquisa “interna”, as três produtoras partiram para a pesquisa de campo, simplesmente para enfim descobrir que o caminho que haviam escolhido era meio que um beco sem saída. Por falta de informações confiáveis, elas decidiram falar sobre a cachaça artesanal abordando os grupos de “cachaceiros”. Mas a surpresa quando saíram a campo foi descobrir que praticamente nenhum dos grupos existia mais. Estaca zero. Começar de novo.

A escolha recaiu sobre uma abordagem cultural do tema, mas sempre com um estilo informal e descontraído, contando histórias e curiosidades da “danada”. Em três meses o grupo trabalhou arduamente, com viagens até para Minas Gerais, Rio de Janeiro e interior de São Paulo em busca de informações. As melhores que conseguiram foram em Minas e em Paraty. “Não queríamos tratar da cachaça com o estigma do ‘bebum’. Quisemos mostrar o lado bom da bebida e falar de sociabilidade”, explicou Sandra. O trabalho contempla uma linha histórica da cachaça, mas deixa claro que não é uma linha precisa, já que muitas informações são desencontradas.

O resultado foi um livro com uma produção gráfica primorosa. O design e a escolha de diferentes tipos de papel destacam o produto gráfico. Tem folha “espelhada” para ler um texto invertido, papel vegetal que remete para o tempo em que a venda da pinga foi proibida no Brasil e o seu comércio era clandestino e até uma referência concretista onde nomes do “remédio” compõem uma garrafa enchendo um cálice.

Sandra, Lindiane e Patrícia investiram mais de R$ 3 mil reais, além de muitas horas, porque quiseram fazer mais do que um trabalho de conclusão de curso. “A gente queria ter um produto final que pudesse ser publicado depois”, contou Patrícia. O projeto foi premiado com o Troféu Tatu e agora é hora de batalhar para colocar o livro na mão dos leitores. Quem quiser conhecer mais sobre a produtora e o livro Pro santo! pode acessar o site atendimento.

Hoje, Sandra é a gerente editorial da Estilo, enquanto que Lindiana é a diretora de arte e Patrícia, a diretora de marketing. Mas elas ainda dividem o seu tempo com outros empregos: Sandra atua como diagramadora e produtora editorial na Editora Manole (e adora amigos, boteco e Coca-Cola). Patrícia atua como coordenadora de marketing na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e é uma cinéfila, mas “vira abóbora depois da meia-noite”. E a Lindiana é assistente de pré-impressão da Vetor Editora

Saúde!

fonte:http://www.publishnews.com.br/telas/noticias/detalhes.aspx?id=63704

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: