Archive for julho, 2011

31/07/2011

1º Encontro de Blogueiros do Distrito Federal, em Planaltina

Agosto será o mês do 1º Encontro de Blogueiros do Distrito Federal, em Planaltina.

Música, exposição, stand-up, debates e muita interação vão marcar o 1º Encontro de Blogueiros do Distrito Federal, em Planaltina-DF, que convida comunicadores da blogosfera para ‘deixar o mundo virtual e debater fatos no mundo real’, no dia 13 de agosto, às 19h, no Ginásio de Funções Múltiplas de Planaltina-DF.

O principal objetivo do evento é arrecadar brinquedos e alimentos para crianças carentes de Planaltina, buscará debater fatos importantes para a juventude e abordará temas como: Como abrir um blog, quais canais utilizar na internet, como divulgar seu blog, quais principais blogs de Brasília, como ganhar dinheiro com um blog pessoal na internet e outros assuntos.

São doze blogueiros convidados, que explanarão sobre variados assuntos, em dois painéis, que contarão com perguntas do público, interação via internet e participação de 24 embaixadores.

Este encontro é uma bela demonstração de como, a partir do I Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, as diversas comunidades, grupos, tribos, turmas, etc, começaram a se articular, se organizar, se conhecer, se apoiar mutuamente. Embora não seja organizado pela mesma turma do BlogProg, este encontro é uma prova de que a galera está se organizando, se conhecendo, estabelecendo conexões e definindo com quem manter relações e alianças, sejam estas táticas ou estratégicas.

Na prática, levar o nome de “progressista”, embora tenha um significado histórico importante para muitos de nós, não é o mais importante. Também não é importante se o Encontro do DF tenha os mesmos objetivos do BlogProg.

O que importa é que há espaço para todas as tribos e confissões e é preciso que toda esta diversidade esteja articulada dialogando entre si e com outros movimentos, que saia do “ether” e esteja na vida real, nas lutas reais como corretamente os organizadores do Encontro do DF convida a Blogosfera a fazê-lo.

Fato é que este movimento todo é a grande novidade na esquerda, nas comunicações, na política, na economia mundial dos últimos anos, pois subverte, sem mesmo até ter clareza disso, relações arcaicas e centralizadoras que dominam a forma de pensar e agir de populações inteiras.

Como tudo que é novo e diferente, vai “obrigar” a tod@s nós a nos relacionarmos de uma forma diferente com as pessoas, a vida, a política, etc.

Veja quem são os convidados  continue lendo no –> Blog Chico Sant’Anna

30/07/2011

Após pedido de diálogo, Dilma convida centrais para debater política industrial

Reunião ocorre nesta segunda, um dia antes de anúncio de plano do governo para o setor

Por: Leticia Cruz, Rede Brasil Atual

São Paulo – A presidenta Dilma Rousseff reúne-se com representantes do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (filiado à CUT) e de São Paulo (ligado à Força Sindical) para receber as demandas dos trabalhadores para a política industrial. A reunião, na segunda-feira (1º), é reivindicação recorrente na pauta das centrais, que exigem espaço na construção das propostas da Política de Desenvolvimento da Competitividade (PDC), programada para ser divulgada nesta terça-feira (2).

Um documento conjunto de confederações de metalúrgicos da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Força Sindical e Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) com propostas para o fortalecimento da produção nacional e geração de empregos de qualidade já havia sido encaminhado ao governo.

Para Sérgio Nobre, presidente dos Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a reunião é resultado das mobilizações da categoria alertando sobre os riscos das importações. “Com o objetivo de atrair a atenção da sociedade e do governo federal colocamos 30 mil trabalhadores na rodovia Anchieta, no início de julho, para alertar contra o risco que o crescimento das importações impõe à produção nacional e aos empregos de qualidade”, disse, referindo-se a uma manifestação conjunta entre os sindicatos cutistas e da Força Sindical..

O secretário-geral da Força, João Carlos Gonçalves, o Juruna, afirmou que, mesmo com o convite de Dilma para o encontro sobre o tema na segunda-feira, a entidade e as outras centrais – Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST), União Geral dos Trabalhadores (UGT) e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) – não irão participar do anúncio do governo para a PDC, no dia seguinte.

http://www.redebrasilatual.com.br/temas/trabalho/2011/07/dilma-convida-centrais-para-debater-sobre-politica-industrial

30/07/2011

Manifestação Contra a Corrupção na Câmara de Vereadores de Curitiba

29/07/2011

Enkontro de Blogueiros do DF

Música, exposição, stand-up, debates e muita interação vão marcar o 1º Encontro de Blogueiros do Distrito Federal, em Planaltina-DF, que convida comunicadores da blogosfera para ‘deixar o mundo virtual e debater fatos no mundo real’, no dia 13 de agosto, às 19h, no Ginásio de Funções Múltiplas de Planaltina-DF.

http://chicosantannaeainfocom.blogspot.com/2011/07/vem-ai-o-enkontro-de-blogueiros-do.html?spref=tw

29/07/2011

A Nova Marginal do velho Serra

serra_boi_dormindo.jpg
Pronta, Nova Marginal fica sem verde, tecnologia e acessibilidade prometidos
Paulo Saldaña, Renato Machado e Nataly Costa – O Estado de S.Paulo

Após quase dois anos de obras, o complexo da Nova Marginal do Tietê foi concluído ontem com a inauguração da Ponte Estaiada Governador Ladrão Orestes Quércia, mas sem a tecnologia prometida. A construção também não respeita todas as exigências ambientais previstas, como deixar a via mais verde ou melhorar a vida de quem anda ali a pé ou de bicicleta. Mesmo assim, o investimento na Nova Marginal já chega a R$ 1,75 bilhão, 75% a mais do que o orçado inicialmente.

O projeto foi lançado em junho de 2009 pelo então governador José Serra (PSDB). Previa a entrega das pistas em março de 2010 (o que ocorreu) e a inauguração de cinco novas pontes e viadutos até outubro – ou seja, houve um atraso de 10 meses.

Outras promessas ficaram no papel. Uma delas era transformar a Marginal do Tietê em uma via altamente tecnológica, com a criação de “sistema inteligente” de controle de tráfego. Seria possível restringir a entrada em 16 pontos em caso de congestionamento ou enchente. Um edital chegou a ser lançado para a contratação do serviço de câmeras, radares e painéis, mas o projeto de R$ 100 milhões está parado desde o fim do ano passado.

“O monitoramento está sendo discutido com o Município e ainda não há decisão de quem fará o aporte de recursos. Logo se defina, será realizado”, disse Laurence Casagrande Lourenço, presidente da Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa), empresa responsável pela obra.

O projeto também desrespeita exigências feitas pelo Município para a obtenção da licença de instalação, como a criação de barreiras acústicas para diminuir o ruído perto de escolas, hospitais e residências. “Não dá nem para conversar. Antes, tinha um recuo e os ônibus passavam a três pistas daqui. Agora, andam quase em cima da gente”, disse a secretária Paula Marques, que trabalha em uma escola de alunos especiais perto da Ponte Jânio Quadros, na Vila Maria. A grade do parquinho da Emei Prof. Pedro Álvares Cabral de Moraes, na Vila Guilherme, fica a menos de 2 metros da pista.

Medições. A Dersa afirma ter feito medições de ruído na via para decidir que não havia necessidade das barreiras – o tráfego aumentou em 30 mil veículos por dia, de acordo com medição de 2010. A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente (responsável pela emissão da Licença de Operação, ainda não cedida) afirma que está analisando os relatórios. Também não saíram do papel ações para melhorar o acesso de pedestres e ciclistas.

http://esquerdopata.blogspot.com/2011/07/nova-marginal-do-velho-serra.html

Leia mais em: O Esquerdopata: A Nova Marginal do velho Serra
Under Creative Commons License: Attribution

29/07/2011

Carta-Denúncia de Diogo Cabral, advogado da Pastoral da Terra do Maranhão

Hoje, eu, advogado da CPT Maranhao e padre Inaldo Serejo, estivemos no município de Cantanhede, Maranhao, aproximadamente 200 km de Sao Luis, para realização de audiência preliminar do processo de n 3432010, onde os autores sao trabalhadores rurais quilombolas do quilombo de Salgado, município de Pirapemas e os réus, latifundiários da região, cujos nomes sao Ivanilson Pontes de Araujo, Edmilson Pontes de Araujo e Moisés Sotero. Estes homens perseguem os trabalhadores quilombolas desde 1981, e ano passado ingressaram com ação de manutenção de posse conta estes fazendeiros, pois os mesmo destruiram roças, mataram animais, areas de reserva, cercaram os acessos as fontes de água, alem de ameaçarem se morte os trabalhadores.

Em 7 de outubro de 2010, após audiência de justificação previa, foi concedida manutenção de posse em favor dos quilombolas numa area de 1089 hectares.Ainda assim, os réus continuaram a turbar a posse dos trabalhadores, realizando incêndios criminosos, matando pequenos animais, abrindo picadas na floresta, etc… Nao satisfeitos, com a mudança de juiz da comarca e com a entrada de um novo, por nome Frederico Feitosa, os fazendeiros ingressaram com uma ação de reintegração de posse contra as famílias, que foi deferida em 24 minutos, inaudita altera pars, no dia 6 de julho.

Eu tive ciência da ação no momento em que pesquisa sobre meus processos naquela comarca…. Imediatamente, fui no dia seguinte com padre Inaldo na comarca de Cantanhede, tomei ciência da decisão e agravei. Dia 18 de julho foi concedido efeito suspensivo através do agravo aquela decisão que reintegrava a posse em favor dos fazendeiros… Pois bem, hoje, quando chegava naquela comarca, para realização de audiência preliminar, o fazendeiro Edmilson Pontes de Araujo esbravejava na porta do fórum de que ‘ era um absurdo gente de fora trazer problema para o povoado, que era uma vergonha criar quilombo onde nunca teve nada disso( se referindo a mim, ao Inaldo e ao agente da CPT Marti Micha, alemão naturalizado brasileiro)…. E por isso que a gente tem que passar o fogo de vez em quando, que nem fizeram com a irma Doroty!’

Camaradas, a CPT Maranhao tem enfrentado de tudo: duas vezes foi arrombada, onde levaram documentos e HDs, ligações ameaçadoras e agora mais esta ameaça contra três agentes pastorais.

Peço aos companheiros que possam espalhar essa mensagem por suas listas, porque eu, Diogo Cabral, advogado da CPT e padre Inaldo, coordenador tememos por nossas vidas! Mas apesar das ameaças, nao recuaremos um milímetro!!!

Diogo Cabral
Advogado da CPT Maranhão

28/07/2011

Público lota sessão de lançamento do filme “O veneno está na mesa”

Por Sheila Jacob – NPC com fotos de Diana Helene, do SOLTEC/UFRJ

No último dia 25/07, o Teatro Casa Grande ficou pequeno para as mais de 500 pessoas que assistiram ao lançamento de “O veneno está na mesa”, o mais novo documentário do cineasta Silvio Tendler. O filme, feito para a Campanha Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, mostra em apenas 50 minutos os enormes prejuízos causados por um modelo agrário baseado no agronegócio.. Além dos ataques ao meio ambiente, os venenos cada vez mais utilizados nas plantações causam sérios riscos à saúde tanto do consumidor final quanto de agricultores expostos diariamente à intoxicação. Nessa história toda, só quem lucra são as grandes empresas transnacionais, como a Monsanto, Syngenta, Bayer, Dow, DuPont, dentre outras.

O documentário aborda como a chamada Revolução Verde do pós-guerra acabou com a herança da agricultura tradicional. No lugar, implantou um modelo que ameaça a fertilidade do solo, os mananciais de água e a biodiversidade, contaminando pessoas e o ar. Nós somos as grandes vítimas dessa triste realidade, já que o Brasil é o país do mundo que mais consome os venenos: são 5,2 litros/ano por habitante. A ANVISA denuncia que, em 2009, quase 30% dos mais de 3000 alimentos analisados apresentaram resultados insatisfatórios, com níveis de agrotóxicos muito acima da quantidade tolerável. Os produtos orgânicos, mais indicados, são de difícil acesso à população em geral devido ao alto custo.

Apesar do quadro negativo, o filme aponta pequenas iniciativas em defesa de um outro modelo de produção agrícola. Este é o caso de Adonai, um jovem agricultor que individualmente faz questão de plantar o milho sem veneno, enfrentando inclusive programas de financiamento do governo que tem como condição o uso desses agrotóxicos. Outro exemplo vem da Argentina: em 2009, a presidenta Cristina Kirchner ordenou à ministra da saúde, Graciela Ocaña, a abertura de uma investigação oficial sobre o impacto, na saúde, do uso de agrotóxicos nas lavouras. Enquanto isso, no Brasil, há incentivo fiscal para quem usa esses produtos, gerando uma contradição entre a saúde da população e a economia do país, com privilégio da segunda.

Debatedores destacam a importância do filme para divulgação do assunto

Em debate realizado após a exibição, o cineasta lembrou que o teatro Casa Grande nesta noite reiterou seu papel de resistência: enquanto na época da ditadura civil-militar reunia estudantes e militantes contra o inimigo fardado, “hoje o espaço serve para combater um inimigo invisível, que está diariamente em nossas mesas”. Letícia da Silva, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), destacou o papel fundamental do filme para a divulgação e a conscientização de um perigo que a gente nem sabe que corre. “Estamos aqui inclusive na luta por democracia, já que só as transnacionais são ouvidas neste assunto”.

Letícia explicou ainda como as transnacionais dos venenos trabalham para que seus produtos não sejam retirados do mercado no Brasil, mesmo sendo proibidos nos exterior: “Primeiro, tentam desqualificar nossos argumentos com pesquisas científicas mostrando que os agrotóxicos não fazem mal; depois, recebemos pressão diretamente de deputados ligados à bancada ruralista; por fim, entram com ações na justiça para continuar a venda dos agrotóxicos.”

Alexandre Pessoa, da Escola Politécnica Joaquim Venâncio (EPSJV/FIOCRUZ), afirmou que esta é uma luta não apenas contra os venenos, mas sim por um outro modelo de desenvolvimento, que priorize a vida e não os lucros. “Em julho do ano que vem o Brasil será sede de um encontro organizado pela ONU que irá discutir o modelo de desenvolvimento de vários países. Trata-se do Rio +20, momento apropriado para que os movimentos sociais exponham para o mundo o modelo que queremos, em contraste com o que está sendo desenvolvido”. Por fim, Nívia Regina, do MST, falou sobre a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, lançada em 7 de abril, Dia Mundial da Saúde. O objetivo é unir movimentos sociais e instituições públicas comprometidas para fazer críticas e propor alternativas ao atual modelo perverso de desenvolvimento do campo.

O Veneno está na mesa será em breve distribuído gratuitamente, além de ser exibido pela internet. Pelo BoletimNPC e Boletim do MST Rio divulgaremos como obter o vídeo, importante instrumento de denúncia e de conscientização para uma ameaça presente diariamente em nossas mesas.


Comitê da Campanha do Rio entrega camisas aos debatedores

28/07/2011

Secom/RS inaugura a série de debates “Comunicação em Pauta” – Participe!

Seminários Comunicação em Pauta

A série de seminários regionais intitulada “Comunicação em Pauta – O que já mudou e o que ainda precisa mudar”, terá início na quinta-feira (28), em Santa Maria. Organizados pela Diretoria de Políticas Públicas da Secretaria de Comunicação e Inclusão Digital (Secom), os seminários servirão de palco para debates sobre marco regulatório das comunicações, convergência tecnológica, fortalecimento do sistema público de comunicação, entre outos temas. O evento que inaugura a série de debates acontece a partir das 18h30min no auditório da CACISM, na Rua Venâncio Aires, n° 2035, no Centro de Santa Maria.

Serão realizados nove encontros regionais, baseados nas Regiões Funcionais de Planejamento do Estado. Dois deles serão temáticos, com pautas voltadas à discussão sobre a Mulher e a Mídia e o Negro e a Mídia. Haverá ainda um Seminário estadual, com previsão para acontecer em dezembro deste ano em Porto Alegre, finalizando a série de debates.

Para os painéis desta primeira edição do Comunicação em Pauta em Santa Maria, foram convidados especialistas em televisão pública, em direito à comunicação e em inclusão digital. Participam ainda o diretor-geral da Secom, Luciano Ribas, representando a secretária Vera Spolidoro, a diretora de Políticas Públicas, Claudia Cardoso, que irá mediar os debates, além de membros das equipes de Políticas Públicas e de Relações Públicas da Secretaria.

Segundo Cláudia Cardoso, a realização dos seminários Comunicação em Pauta tem como objetivos reativar os movimentos sociais pró-conferência estadual de comunicação, conhecer a realidade e acolher as demandas “dos que fazem comunicação” nas diversas regiões do estado e promover a participação do poder público no debate sobre o direito à comunicação.

Os interessados em participar devem entrar em contato com a equipe de Políticas Públicas da Secom: Josué Lopes, telefone (51)3210 4270, josue-lopes ou Ramênia Cunha, (51)3210 4310, ramenia-cunha.

Programação:

Evento: Seminário Comunicação em Pauta – O que já mudou e o que ainda precisa mudar
Data: 28 de julho de 2011, a partir das 18h30min
Local: Rua Venâncio Aires, 2035 – Centro – Santa Maria

Painel 1: Direito à Comunicação – Importância de um novo marco regulatório e dos conselhos de comunicação social
Painelista: Andréa de Freitas – Delegada à Confecom 2009, Secretária Adjunta da Secretaria de Comunicação de Canoas – RS

Painel 2: Inclusão Digital
Painelista: Cláudio Dutra – Vice-presidente da Companhia de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs)

Painel 3: TV Comunitária – Comunicação pública e a Telesur
Painelista: Carlos Alberto Almeida – Jornalista, presidente da TV Cidade Livre de Brasília – DF

Texto: Carla Kunze
Edição: Redação Secom (51)3210-4305

* Divulgue essa informação e participe dos debates. Siga-nos no Twitter @amigosdetarso

28/07/2011

Internet brasileira abocanhou mais de R$ 2,2 bilhões no primeiro semestre

Internet brasileira abocanhou mais de R$ 2,2 bilhões no primeiro semestre

Faturamento publicitário da internet dispara no primeiro semestre de 2011

Internet faturou mais de 2,2 bilhões de reais em publicidade no primeiro semestre, um avanço superior a 52% em relação a igual período de 2010.

Apesar do crescimento da receita publicitária da internet, sua participação no “bolo” ainda é pequena, mas proporcionalmente o crescimento foi o maior entre todas as outras mídias.

TV, jornais e revistas ficaram abaixo da média e continuam em declínio.

Há que se considerar positivo o crescimento da receita da internet, apesar da concentração desses ganhos pertencer a portais ligados a grandes grupos de comunicação. O fato positivo, dentro de um contexto de diversidade e múltiplas opiniões e representações, é que, mesmo a reboque dos grandes sites, as pessoas estejam aumentando a audiência na rede e podendo acessar a muitas opções que a internet oferece, desde o entretenimento até a informação relevante.

Os grandes portais seduzem os internautas, que acabam, depois, por navegar nos mais diversos endereços virtuais, como neste blog e em tantos outros, por exemplo, encontrando idéias e contextos diferentes.

Na rede, por mais que ainda haja predomínio dos grandes grupos de comunicação, o controle da audiência na busca por conteúdo é uma tarefa muito mais difícil.

Por isso é mais do que necessário, na verdade se impõe, como requisito imprescindível para a democratização dos meios de comunicação, consequentemente da internet, que o governo torne, o quanto antes possível, realidade para milhões de brasileiros que ainda não possuem acesso a internet de forma rápida e a custo baixo, acessível para as camadas mais pobres da sociedade, como prevê o PNBL, que aos poucos vai se desenhando, mas ainda lento e vacilante em suas determinações.

Com mais gente tendo acesso a conteúdos diversos, mais provável que haja o esgotamento do pensamento único, disseminado insistentemente pelos conglomerados da notícia e do entretenimento.

Confira os números e a matéria publicada no Ig, um desses gigantes da web brasileira:

Publicidade na internet cresce mais de 50% no primeiro semestre

Segmento foi de melhor desempenho no período, segundo o Ibope Monitor; avanço total do mercado foi de 13,7%

A internet segue na dianteira do crescimento do mercado publicitário brasileiro, segundo o relatório mais recente do Ibope Monitor, que apura os principais anunciantes e agências do País. Na internet, os investimentos publicitários somaram R$ 2,24 bilhões no primeiro semestre, montante 52,5% maior que o do mesmo período de 2010.

A alta ficou bastante acima do crescimento médio do mercado publicitário registrado de janeiro a junho. Com aportes totais de R$ 39,9 bilhões, a indústria avançou 13,7%. A TV segue na liderança isolada, com 53% do bolo, mas seu crescimento, de 13%, ficou abaixo da média geral – a fatia foi de 54% no primeiro semestre do ano passado.

Os jornais, que seguem na segunda posição do ranking, também cresceram, mas seu avanço foi o mais baixo entre todas as mídias analisadas: alta de 6,8%, para R$ 21,3 bilhões. Menor que esse desempenho, apenas o registrado na publicidade em cinemas, que caiu de um ano a outro – mas esse segmento não chega a representar 1% do total da publicidade brasileira.

Os outdoors tiveram o segundo melhor desempenho no primeiro semestre, mas seu avanço, de 38,9%, não mudou o panorama do mercado porque esse canal recebeu ínfimos 0,15% do total do bolo de investimentos. O crescimento da internet, por sua vez, fez a web passar de 4% para 6% do total, o que fez dela a única mídia a ganhar pontos no ranking. Esse avanço a afastou do rádio, com o qual estava empatada, e a aproximou da TV a cabo, atualmente responsável por 8% dos investimentos publicitários do País.

Atenciosamente,

Fernanda Favoratto Martins
Rede de Participação Política / Redes de Desenvolvimento Local
Sistema da Federação das Indústrias do Estado do Paraná – Sistema FIEP
Fone: +55 (41) 3271-7613 Cel: +55 (41) 8821-2161
fernanda.favoratto
@ Fer_Favoratto

27/07/2011

Estatísticas, dados e projeções atuais sobre a Internet no Brasil

Nesta página apresentamos os impressionantes números da Internet no Brasil, atualizados regularmente e separados por tópicos

Número de usuários

Geeks com seus computadores
Foto: Beth Kanter

Segundo o F/Nazca, somos 81,3 milhões de internautas tupiniquins (a partir de 12 anos)[1]. Já para o Ibope/Nielsen, somos 73,9 milhões (a partir de 16 anos)[2]. O principal local de acesso é a lan house (31%), seguido da própria casa (27%) e da casa de parente de amigos, com 25% (abril/2010). O Brasil é o 5º país com o maior número de conexões à Internet[3].

Internautas ativos

Segundo o instituto Ibope Nielsen Online, de outubro de 2009 a outubro de 2010, o número de usuários ativos (que acessam a Internet regularmente) cresceu 13,2%, atingindo 41,7 milhões de pessoas. Somado às pessoas que possuem acesso no trabalho, o número salta para 51,8 milhões[4]. 38% das pessoas acessam à web diariamente; 10% de quatro a seis vezes por semana; 21% de duas a três vezes por semana; 18% uma vez por semana. Somando, 87% dos internautas brasileiros entram na internet semanalmente[5].

Segundo Alexandre Sanches Magalhães, gerente de análise do Ibope//NetRatings, o ritmo de crescimento da internet brasileira é intenso. A entrada da classe C para o clube dos internautas deve continuar a manter esse mesmo compasso forte de aumento no número de usuários residenciais.[6].

Gráfico exibindo o crescimento da internet nas residências, com uma penetração de 8,6% em 2001 até 20,4% em 2007

Tempo médio de navegação

Desde que esta métrica foi criada, o Brasil sempre obteve excelentes marcas, estando constantemente na liderança mundial. Em julho de 2009, o tempo foi de 48 horas e 26 minutos, considerando apenas a navegação em sites. O tempo sobe para 71h30m se considerar o uso de aplicativos on-line (MSN, Emule, Torrent, Skype etc)[7].

Comércio eletrônico

Em 2008 foram gastos R$ 8,2 bilhões em compras on-line[8]. Em 2009, a previsão para o primeiro semestre era de R$ 4,5 bilhões[9], mas, mesmo com crise, o faturamento foi de R$ 4,8 bilhões (27% a mais em relação ao mesmo período de 2008) e o ano fechou em R$ 10,6 bilhões[10]. 2010 fechou com R$ 14,8 bilhões em vendas, o que representa um terço de todas as transações entre varejo e consumidores feitas no Brasil[11].

Publicidade on-line

A internet se tornou o terceiro veículo de maior alcance no Brasil, atrás apenas de rádio e TV[12]. 87% dos internautas utilizam a rede para pesquisar produtos e serviços[13]. Antes de comprar, 90% dos consumidores ouvem sugestões de pessoas conhecidas, enquanto 70% confiam em opiniões expressas online[14].

Venda de Computadores

São 60 milhões de computadores em uso, segundo a FGV, devendo chegar a 100 milhões em 2012[15]. 95% das empresas brasileiras possuem computador[16].

Banda larga

Modem com LEDs acessos
Foto: Declan Jewell

Atingimos 10,04 milhões de conexões em junho de 2008: um ano e meio antes do previsto, já que essa era a projeção para 2010[17]. Quanto ao volume de dados, o incremento foi de 56 vezes de 2002 até 2007. E a projeção é de um aumento de 8 vezes até 2012[18]; o número de conexões móveis cresceu de 233 mil para 1,31 milhão em um ano[19]; Sistemas gratuitos de banda larga sem fio (Wi-Fi) funcionam nas orlas de Copacabana, Leme, Ipanema e Leblon, nos Morros Santa Marta[20] e Cidade de Deus[21] e em Duque de Caxias[22]. Estão nos planos: São João de Meriti, Belford Roxo, Mesquita, Nova Iguaçu, Nilópolis, Rocinha, Pavão-Pavãozinho, Cantagalo e 58km da Avenida Brasil[23], todos no Rio de Janeiro.

O número de pessoas que usaram em março de 2011 uma conexão residencial de mais de 8Mb foi de 1,9 milhão, ou 5,5% dos 35,1 milhões de usuários ativos domiciliares. A participação das conexões mais lentas, de até 128Kb, caiu de 13,3%, em março de 2010, para 7%, em março de 2011[24].

Resoluções de tela

Apresentamos nosso terceiro estudo informal sobre a resolução de tela utilizada pelo internauta brasileiro.

Importante para desenvolvedores nacionais, esta é uma média baseada nos relatórios de acessos de diferentes perfis de sites. A tabela está ordenada de acordo com a primeira coluna, que mostra a média nacional englobando esses diferentes perfis, enquanto a última coluna exibe uma comparação com a média internacional.

Resolução Abril/2010 Agosto/2009 Agosto/2008 Total internacional[25]
1024×768 45,48% 47,88% 65,1% 25.93%
1280×800 23,26% 21,35% 9,7% 19.57%
1280×1024 8,62% 6,73% 10,2% 10.92%
1440×900 7,32% 5,80% 8.38%
800×600 4,10% 7,73% 15% 3.98%
1680×1050 3,53% 4,44% 5.48%
1152×864 2,69% 2,08% 2.31%

Navegadores

Outra importante referência: qual navegador os brasileiros andam usando? Veja a tabela abaixo, ligue o fod@-se pro IE6 e seja mais feliz!

Navegador Abril/2010 Agosto/2009 Internacional[26]
Firefox 33,18% 28,42% 32,23%
IE7 23,05% 30,59% 14,03%
IE8 21,62% 14,09% 24,67%
Chrome 11,10% 4,20% 6,46%
IE6 8,35% 21,38% 9,19%
Safari 2,21% 0,91% 5,09%
Opera 0,49% 0,41% 1,42%

Segundo dados da Net Applications, em março de 2011 o mercado estava assim dividido: Internet Explorer (56,77%), Firefox (21,74%), Chrome (10,93%)[27].

Desigualdade Social

A desigualdade social, infelizmente, também tem vez no mundo digital: entre os 10% mais pobres, apenas 0,6% tem acesso à Internet; entre os 10% mais ricos esse número é de 56,3%. Somente 13,3% dos negros usam a Internet, mais de duas vezes menos que os de raça branca (28,3%). Os índices de acesso à Internet das Regiões Sul (25,6%) e Sudeste (26,6%) constrastam com os das Regiões Norte (12%) e Nordeste (11,9%)[28].

No Mundo

O número de usuários de computador vai dobrar até 2012, chegando a 2 bilhões. A cada dia, 500 mil pessoas entram pela primeira vez na Internet[29] e são publicados 200 milhões de tuítes[30]; a cada minuto são disponibilizadas 48 horas de vídeo no YouTube[31]; e cada segundo um novo blog é criado[32]. 70% das pessoas consideram a Internet indispensável[33]. Em 1982 havia 315 sites na Internet[34]. Hoje existem 174 milhões[35].

Links Inscritos do Google

A ferramenta de Links Inscritos fornece uma forma de aprimorar suas buscas no Google.

Funciona assim: você nos adiciona clicando no botão ao lado e nossas indicações aparecerão em destaque quando forem relevantes para a sua pesquisa. Comprometemo-nos a apresentar os links de forma imparcial, sem “jabá”. Nossas dicas são garimpadas à exaustão e são incluídos apenas aqueles sites que têm o fator como vivi sem isso até hoje? embutido. 🙂

Saiba mais sobre links inscritos em nossa página no Google.

© 2007-2011 Leonardo Antonioli. Alguns direitos reservados. Entre em contato.

A imagem dos fios que ilustra esta página é de autoria de Groupe ANT.

http://www.tobeguarany.com/internet_no_brasil.php

%d blogueiros gostam disto: