Arquivo para agosto 12th, 2011

12/08/2011

Pilantropia do governo Alckmin: dinheiro do SUS para planos privados. E tem mais

Compilado por Paulo Dantas

URGENTE: BARRAR A PILANTROPIA DO GOVERNO ALCKMIN NA ÁREA DA SAÚDE
Viomundo
Ministro Padilha, até quando vai dar dinheiro do SUS para SP entregar aos planos privados? - por Conceição Lemes
Nessa terça-feira, 9 de agosto, o Ministério Público do Estado de São Paulo (MPE) deu entrada à ação civil pública, com pedido de liminar, contra a lei estadual que permite aos hospitais públicos geridos por Organizações Sociais de Saúde (OSs) destinar até 25% dos leitos e outros serviços para planos de saúde e particulares.
A ação responde à representação de diversas entidades da sociedade civil, entre as quais o Grupo Pela Vidda-SP, que a liderou, o Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo (Cosems/SP) e o Conselho Estadual de Saúde, cujo presidente é o próprio Secretário estadual da Saúde.
Assinam-na os promotores Arthur Pinto Filho e Luiz Roberto Cicogna Faggioni, da Promotoria de Justiça de Direitos Humanos e Saúde Pública do MPE. Eles pedem à Justiça que declare a inconstitucionalidade e ilegalidade da lei paulista, além de impedir que o governo estadual celebre contratos de gestão, alterações e aditamentos entre OSs e planos de saúde.
Por isso, ministro Alexandre Padilha, pergunto ao senhor o que as mais de 40 entidades que subscreveram a representação ao Ministério Público gostariam de saber:
1) Até quando o Ministério da Saúde vai continuar dando dinheiro para São Paulo entregar aos planos privados de saúde?
2) Não seria o caso, ministro, de já iniciar o processo de desabilitação de São Paulo da gestão plena do SUS?
Financiar a saúde privada em detrimento do SUS não tem cabimento, é demais.
Saiba mais
http://www.viomundo.com.br/denuncias/mp-sp-vai-a-justica-contra-a-lei-para-oss-a-forma-mais-cruel-para-capitalizar-a-saude.html

INVESTIGADO DESTE 2007, FINALMENTE PAULO RIBEIRO, CUNHADO DE ALCKMIN, É DENUNCIADO PELO MP DE PINDAMONHANGABA (SP) POR ATUAR COMO LOBISTA NAS FRAUDES E DESVIOS NA MERENDA ESCOLAR EM SP
Folha
Promotoria denuncia cunhado de Alckmin por fraude em merenda
O Ministério Público entrou anteontem na Justiça com ação civil pública contra os envolvidos no suposto esquema de fraude na merenda escolar em Pindamonhangaba (140 km da capital), cidade natal do governador Geraldo Alckmin (PSDB).
Foram denunciadas 19 pessoas, incluindo o prefeito João Antônio Salgado Ribeiro (PPS) e o cunhado de Alckmin, Paulo César Ribeiro
http://www1.folha.uol.com.br/poder/957843-promotoria-denuncia-cunhado-de-alckmin-por-fraude-em-merenda.shtml

Estadão
MP quer bloquear bens de cunhado de Alckmin
O Ministério Público Estadual requereu à Justiça indisponibilidade de bens do empresário Paulo César Ribeiro, o Paulão, cunhado do governador Geraldo Alckmin. A promotoria acusa Paulão de tráfico de influência para beneficiar cartel da merenda escolar em contrato com a prefeitura de Pindamonhangaba.
Saiba mais
http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,mp-quer-bloquear-bens-de-cunhado-de-alckmin,757606,0.htm

ESPIONAGEM POLÍTICA ILEGAL FEITA DURANTE O GOVERNO DE MÁRIO COVAS / GERALDO ALCKMIN (PSDB) EM SÃO PAULO
iG
PT diz que desconfiava de espionagem política
A revelação de que a Polícia Civil de São Paulo fez espionagem política até 1999, quase 15 anos depois do fim da ditadura militar, reforça a necessidade de abrir os documentos secretos do regime militar. A opinião é do secretário de Comunicação do PT e deputado federal, André Vargas (PT-PR).
“Era uma suspeita nossa. Achávamos que isso era possível mas não tínhamos comprovação. É possível que tenha ocorrido também em outros Estados além de São Paulo mas só poderemos constatar se abrirmos os documentos da ditadura”, disse Vargas
http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/pt+diz+que+desconfiava+de+espionagem+politica/n1597128699880.html

CASSAÇÃO DE PREFEITO DE TAUBATÉ (SP)
G1
Vereadores de Taubaté votam cassação de prefeito nesta sexta
Roberto Peixoto teria cometido irregularidades em compras de remédios.
Ele alega inocência; problema aconteceu entre 2008 e 2009
http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/08/vereadores-de-taubate-votam-cassacao-de-prefeito-nesta-sexta.html

AFUNDA SÃO PAULO
ASP
Frota de ônibus em São Paulo tem idade média acima do limite
Bancos desconfortáveis, poluição e até cordinha azul para dar o sinal –desativada há muitos anos. A idade avançada da frota de ônibus urbanos da capital não está só na aparência. A média de vida dos coletivos de concessionárias é de cinco anos e cinco meses, segundo a SPTrans (que administra o transporte público), cinco meses mais do que o previsto em contrato com as empresas
http://blogs.estadao.com.br/jt-seguranca/em-agosto-92-roubos-a-residencias-na-capital/

ASP
Paciente espera três dias em corredor por cirurgia em hospital estadual
Pacientes fraturados esperam pelo menos três dias por cirurgia em macas no corredor do Hospital Geral de São Mateus (zona leste de SP), que é estadual. O hospital diz que não faz esse tipo de operação e por isso os pacientes precisam esperar transferência para outra unidade de saúde
http://www.agora.uol.com.br/saopaulo/ult10103u957891.shtml

VIOLÊNCIA & INSEGURANÇA REINAM EM SP

PREJUÍZOS DE R$ 148 MILHÕES COM ROUBOS DE CARGA EM SP
G1
Roubo de carga gera R$ 148 milhões de prejuízo em seis meses em SP
Dados do sindicato dos transportadores de carga são do primeiro semestre.
Capital abriga mais da metade dos 3.345 casos de roubos
http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/08/vereadores-de-taubate-votam-cassacao-de-prefeito-nesta-sexta.html

PASSARELA INSEGURA POR CAUSA DE ASSALTOS
SPTV
Vídeo: Funcionários e passageiros de Congonhas reclamam de assaltos em passarela
Funcionários e passageiros de Congonhas reclamam de assaltos em passarela
http://g1.globo.com/videos/sao-paulo/v/funcionarios-e-passageiros-de-congonhas-reclamam-de-assaltos-em-passarela/1593862/#/SPTV

ROUBOS A RESIDÊNCIAS REGISTRADOS
JT

Nos dez primeiros dias de agosto, 92 roubos a residências em São Paulo: 9 casos por dia

Três famílias ficaram reféns e enfrentaram torturas psicológicas e agressões em roubos a residências, no período entre 19h30 e 22h de quarta-feira. Os crimes foram no Portal do Morumbi, Bosque da Saúde e Jabaquara, na zona sul da capital. Houve dois tiroteios e um policial civil foi baleado. Em um caso, ladrões ameaçaram cortar o dedo de um consultor tributário. Do dia 1º até quarta, foram 92 ocorrências dessa natureza, uma média nove casos por dia
http://blogs.estadao.com.br/jt-seguranca/em-agosto-92-roubos-a-residencias-na-capital/

ASSASSINATO DE JUÍZA NO RIO DE JANEIRO
G1
Juíza assassinada estava em lista de marcados para morrer, diz polícia
Documento foi encontrado com chefe de uma milícia de São Gonçalo, RJ.
Tribunal de Justiça diz que juíza teve proteção de 2002 a 2007
http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,mp-deve-enviar-denuncias-de-deputada-ligada-a-escandalo-do-turismo-ao-stf,757663,0.htm

APURAÇÃO DE FRAUDES PELO MPF & PEDIDO DE CPI
CB
Interesses políticos por trás das prisões no Ministério do Turismo – por José Dirceu
O presidente nacional do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), responsabilizou a senadora Marta Suplicy pelo suposto esquema de corrupção no Ministério do Turismo.
A pergunta que fica agora é: Guerra vai responsabilizar seu companheiro de partido, Geraldo Alckmin (PSDB), pelas denúncias feitas agora pelo Ministério Público e que envolvem um primo, um cunhado e um sobrinho do governador de São Paulo, suspeitos de fraude na merenda escolar?
http://correiodobrasil.com.br/interesses-politicos-por-tras-das-prisoes-no-ministerio-do-turismo/281240/

Estadão
MP deve enviar denúncias de deputada ligada a escândalo do Turismo ao STF
Fátima Pelaes (PMDB-AP) teria sido beneficiada de recursos do ministério; Ministério Público Federal no Amapá já avalia enviar o caso também à Procuradoria-Geral da República
http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,mp-deve-enviar-denuncias-de-deputada-ligada-a-escandalo-do-turismo-ao-stf,757663,0.htm

Folha
Convênio no Paraná repete desvios revelados no Amapá
Um convênio com o mesmo valor, mesmo objetivo e assinado no mesmo dia do contrato que levou a Polícia Federal a investigar a cúpula do Ministério do Turismo também é alvo de suspeitas de fraudes no Paraná
http://www1.folha.uol.com.br/poder/958517-convenio-no-parana-repete-desvios-revelados-no-amapa.shtml

Reuters
Oposição quer CPI mista para investigar denúncias em ministérios
BRASÍLIA (Reuters) – A oposição no Congresso se movimenta para instalar uma CPI mista para apurar a série de denúncias de supostas irregularidades que atingem diversos ministérios do governo da presidente Dilma Rousseffhttp://br.reuters.com/article/domesticNews/idBRSPE77A0GR20110811

MENTIRAS PROPOSITAIS E/OU “EQUÍVOCOS” DA GLOBO
Viomundo
Deputados do PT querem que Globo peça desculpas
TV Globo é criticada por acusações equivocadas.
Os deputados Paulo Teixeira (PT-SP), líder da bancada, e Paulo Pimenta (PT-RS) manifestaram solidariedade em plenário à ex-vice-presidente de Tecnologia da Informação da Caixa Econômica Federal, Clarice Coppetti, citada ontem de maneira “açodada e irresponsável , pela TV Globo, de que estaria envolvida em escândalo em curso no ministério do Turismo”, denunciou Paulo Pimenta
http://www.viomundo.com.br/denuncias/deputado-do-pt-querem-que-globo-peca-desculpas.html

OB
Princípios da Globo: O mais importante é o que não foi dito – por Carlos Castilho
A declaração de princípios editoriais publicada pelas Organizações Globo neste final de semana deve ser analisada no seu contexto mais do que pelo seu conteúdo. Isto implica um exercício um pouco mais complicado do que a mera interpretação de um texto que, tirando algumas referências à internet, poderia ter sido publicado há 10 ou 20 anos.
O documento produzido pelos diretores da área jornalística reproduz o discurso convencional em matéria de definições, normas, procedimentos e valores da prática do jornalismo com exceção da parte relativa à participação do público na produção de notícias. Neste item o texto deixa em aberto a possibilidade do jornalismo ser praticado por amadores, o que pode criar atritos com os sindicatos da categoria.
Saiba mais
http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/o-mais-importante-e-o-que-nao-foi-dito

ESPORTES

CONSCIÊNCIA DE CLASSE DOS JOGADORES ESPANHÓIS
G1
Jogadores anunciam greve para duas primeiras rodadas do Espanhol
Se não houver acordo com a Liga de Futebol Profissional (LFP) até lá, haverá paralisação na competição, antes mesmo do início. Jogadores como Casillas e Puyol apoiam medida
http://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-espanhol/noticia/2011/08/jogadores-anunciam-greve-para-duas-primeiras-rodadas-do-espanhol.html

CONTRA-ATAQUE DE ÁRBITROS
Folha
Árbitros contra-atacam e lançam série de ações jurídicas
Com a alegação de que foram ofendidos, os árbitros de futebol contra-atacaram fora de campo e lançaram série de ações jurídicas contra dirigentes esportivos, jornalistas e jogadores, como Neymar
http://www1.folha.uol.com.br/esporte/958530-arbitros-contra-atacam-e-lancam-serie-de-acoes-juridicas.shtml

12/08/2011

Como funciona a reciclagem de computadores?

Por Paula Sato

O lixo eletrônico é um dos grandes problemas da atualidade. Segundo dados do Greenpeace, por ano, são produzidos até 50 milhões de toneladas desse tipo de dejeto no mundo inteiro. E o volume vem crescendo em 5% ao ano na Europa. A questão principal não é a só que esse lixo ocupe muito espaço, o grande perigo é que a maior parte dos aparelhos eletrônicos usa em sua fabricação metais tóxicos, como mercúrio, chumbo e cádmio. “Quando um computador vai para o aterro sanitário, essas substâncias reagem com as águas da chuva e contaminam os afluentes e o solo”, alerta Tereza Cristina Carvalho, diretora do Centro de Computação Eletrônica da Universidade de São Paulo (USP) e coordenadora do Centro de Descarte e Reciclagem de Lixo Eletrônico da instituição.

A princípio, todos os componentes do microcomputador e do monitor podem ser reciclados. Até mesmo as substâncias tóxicas, como o chumbo, são reaproveitadas na confecção de novos produtos, como pigmentos e pisos cerâmicos. “A ideia é que, além de evitar que o metal contamine o solo, ele volte para a linha de produção. Assim, não é preciso tirar mais minérios da natureza”, afirma Tereza Carvalho. Porém, no Brasil, ainda é muito difícil conseguir reciclar um aparelho inteiro. O que acontece é que, em geral, as empresas são especializadas na reutilização de apenas um tipo de material, como placas, plástico ou metais. Assim, quando uma máquina chega a esses lugares, o que interessa é aproveitado e o restante tem destinação incerta. É por isso que a USP está implantando o primeiro centro público de reciclagem de lixo eletrônico, que deve entrar em funcionamento em agosto. Lá, a equipe vai fazer a separação dos materiais e destiná-los para as empresas especializadas, fazendo com que nada seja descartado. “Existe uma falta de consciência sobre esse assunto, mas temos de pensar que, só em 2008, foram vendidos 12 milhões de computadores e que, daqui a cinco anos, eles vão virar sucata”, diz a professora.

No Brasil, a questão da destinação de aparelhos elétricos começou a ser discutida só agora, com um projeto de lei aprovado na Assembleia Legislativa de São Paulo e que prevê que os fabricantes, importadores e comerciantes sejam responsáveis por recolher e destinar o lixo eletrônico. Porém, Tereza Carvalho explica que a iniciativa é válida, mas não resolve o problema, já que trata apenas de computadores, monitores e produtos magnetizados. Sistemas de rede e parques de telefonia ficaram de fora. “Na Europa, que está bem avançada no assunto, desde 2002, existem leis que obrigam os fabricantes a se responsabilizar por todos os eletrônicos produzidos. Além disso, só podem ser fabricados micros verdes”, diz a professora. Para um computador ser considerado verde, ele precisa ter um sistema de economia de energia, ser produzido dentro de padrões de gestão ambiental e não ter chumbo em sua composição. No Brasil, algumas marcas já oferecem essa opção, mas o mercado ainda é muito pequeno. “É muito importante divulgar o problema e alertar os consumidores para, primeiro, nunca darem aparelhos velhos aos sucateiros, que só vão retirar as partes que podem vender, o resto jogam fora. O ideal é que os usuários deveriam comprar apenas micros verdes. Se houver a demanda, todas as empresas vão ter que se adequar”, finaliza Tereza Carvalho.

12/08/2011

Programação da I Semana das Tecnologias Sociais – 15 a 19 de agosto

Dia 15.08 – 20h
ABERTURA – PAINEL Afinal de contas, o que é Tecnologia Social?
PARTICIPANTES CONFIRMADOS
PROFº DR. RENATO DAGNINO – pesquisador do Departamento de Política Científica e Tecnológica (DPCT) do Instituto de Geociências da Unicamp. Uma das principais referências sobre Tecnologia Social na academia brasileira.
TS RÁDIO PELA EDUCAÇÃO, César Souza, da equipe de coordenação – Atividade ganhadora do Prêmio Fundação Banco do Brasil 2009, na Região Norte.
TS ADOLESCENTES PROTAGONISTAS, Marcia Acioli, do Inesc – O Instituto de Estudos Socioeconômicos também foi vencedor do Prêmio FBB em 2009, com uma Tecnologia Social que integrou os jovens nas suas comunidades.
+ FORUM PR DE TECNOLOGIA SOCIAL
LOCAL: Auditório do Campus Juvevê da UFPR (Av. Bom Jesus, 650) – Sede do Departamento de Comunicação Social, TV UFPR e Imprensa Universitária. Com estacionamento próprio.

Dia 16.08 – 14h
EDUCOMUNICAÇÃO – DEBATE TEMÁTICO Educomunicação, do reforço escolar ao empoderamento das comunidades
PARTICIPANTES CONFIRMADOS
TS RÁDIO PELA EDUCAÇÃO, César Souza, da equipe de coordenação – Atividade ganhadora do Prêmio Fundação Banco do Brasil 2009, na Região Norte.
TS ADOLESCENTES PROTAGONISTAS, Marcia Acioli, do Inesc – O Instituto de Estudos Socioeconômicos também foi vencedor do Prêmio FBB em 2009, com uma Tecnologia Social que integrou os jovens nas suas comunidades.
+ PROJETOS DESENVOLVIDOS EM CURITIBA (livre participação)
LOCAL: Auditório da Casa do Jornalista, sede do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (Rua José Loureiro, 211 – Centro). Com estacionamento próprio.

Dia 16.08 – 19h30
EDUCAÇÃO – PAINEL Educação e Tecnologia Social: ciência vivida na prática
PARTICIPANTES CONFIRMADOS
ESCOLA MUNICIPAL PROF. FAUZE FILHO, de CAMPO GRANDE (MS): Iniciativa vencedora da etapa regional do Prêmio Finep de Inovação em 2010, na categoria Tecnologia Social, com o projeto “Amigos da Cidadania – Cultura e Meio Ambiente”. Participarão Aparecida Picolo, pedagoga responsável pelo projeto; Tânia Gomes, diretora da escola; Claudia Rocha de Lara, professora que desenvolve trabalho com Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs); Laurizete Nicolau, arte educadora do projeto.
COLÉGIO ESTADUAL PAULO LEMINSKI, de Curitiba (PR): Ações pioneiras na integração do Curso Integrado de Meio Ambiente às práticas agroecológicas e disseminação deste conhecimento no entorno do colégio. Participarão Célia Luzzi, diretora do colégio; professor Dílson Battistella, do projeto Laboratório Itinerante do Conhecimento; professora Claudemira Lopes, do projeto de Etnobotânica.
FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL – PRÊMIO APRENDER E ENSINAR TECNOLOGIA SOCIAL. A confirmar. Esta nova premiação da FBB premia professores de todo o Brasil que tenham utilizado Tecnologia Social para melhorar o ensino nas suas instituições.
+ FORUM PR DE TECNOLOGIA SOCIAL
LOCAL: Auditório do Colégio Estadual Paulo Leminski (Av. Cel Augusto Almeida Garret, 135 – Tarumã).

Dia 17.08 – 08h30
FINANCIAMENTO – PAINEL Fomento à pesquisa aplicada e projetos em Tecnologia Social
PARTICIPANTES CONFIRMADOS
FINEP – DANIEL CARVALHO – A empresa pública Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), mantém editais para a realização de projetos continuamente. Daniel Carvalho explicará o funcionamento da Área de Tecnologias para o Desenvolvimento Social (ADTS), onde parte destes documentos são elaborados.
FUNTEC do BNDES – A confirmar.
SECIS/MCT – Secretaria da Ciência e Tecnologia para a Inclusão Social (Secis). A confirmar.
+ FORUM PR DE TECNOLOGIA SOCIAL

Dia 17.08 – 14h
OFICINA Indicadores sociais para políticas públicas, projetos de pesquisa e de transformação social
Exposição sobre o uso de bancos de dados para a elaboração de projetos, como os disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Orbis – Indicadores de Sustentabilidade. INSCRIÇÃO SOMENTE PELO ENDEREÇO ELETRÔNICO WWW.CRTS.ORG.BR. Como o número de participantes é limitado, terão preferência as pessoas não-residentes em Curitiba, pois esta oficina será ofertada mais vezes para quem reside na capital. Interessados terão a participação confirmada, por email ou telefone, na segunda-feira, dia 15/08.

Dia 17.08 – 19h30
INDICADORES SOCIAIS – PAINEL Indicadores sociais fazem a diferença antes, durante e depois na gestão pública e de projetos
PARTICIPANTES CONFIRMADOS
IBGE/PR – LUÍS ALCEU PAGANOTTO e HÉLIO HIGA –
Responsáveis pela Supervisão de Disseminação de Informações do IBGE/PR, que há mais de uma década tem dado suporte na elaboração de políticas públicas, pesquisas e reportagens jornalísticas em todo o Paraná.
IPARDES – LOUISE RONCONI DE NAZARENO – Ela é socióloga e integra o Núcleo de Estudos Populacionais e Sociais do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), órgão de apoio à administração pública mantido pelo governo do Paraná.
ORBIS – Indicadores de Sustentabilidade – Equipe responsável pelo acompanhamento dos indicadores relacionados aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), elaborados pela Organizações das Nações Unidas (ONU). O escritório de Curitiba monitora as 5.565 cidades brasileiras. Iniciativa do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Sistema Fiep), do Serviço Social da Indústria (Sesi-PR) e do Instituto de Promoção do Desenvolvimento (IPD).
+ FORUM PR DE TECNOLOGIA SOCIAL
LOCAL: Auditório do Campus Juvevê da UFPR (Av. Bom Jesus, 650) – Sede do Departamento de Comunicação Social, TV UFPR e Imprensa Universitária. Com estacionamento próprio.

Dia 18.08 – 08h
CASOS DE SUCESSO – PAINEL Executivo, Legislativo, Academia e Terceiro Setor: boas práticas e casos de sucesso
PARTICIPANTES CONFIRMADOS
SECRETARIA MUNICIPAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ANÁPOLIS (GO)
, FABRÍZIO RIBEIRO – O órgão municipal criou um centro de referência, onde capacita e reaplica Tecnologia Social; um centro de recondicionamento de computadores, para as políticas de inclusão digital; e tornou-se uma referência para as políticas públicas do poder municipal.
PROJETO DE LEI PARA PROGRAMA DE FOMENTO À TECNOLOGIA SOCIAL EM MINAS GERAIS – DEPUTADO ESTADUAL ALMIR PARACA – A iniciativa do deputado inclui na lei de inovação científica de Minas Gerais o debate sobre tecnologias sociais, estipulando formas de financiamento e criando um cadastro estadual de entidades que atuam no desenvolvimento e reaplicação de Tecnologia Social.
LOGÍSTICA REVERSA – VEREADORA JULIETA REIS – A cidade de Curitiba, antes da aprovação no Congresso Nacional, já criou legislação própria e estipulou regras para o descarte final de resíduos especiais, como o lixo tecnológico, implantando como norma a logística reversa (quem produz e comercializa precisa destinar adequadamente os equipamentos obsoletos). A vereadora é co-autora da proposta, junto dos vereadores João do Suco e João Claudio Derosso.
UBERABA DIGITAL – REDE DE PARTICIPAÇÃO POLÍTICA – Projeto de animação de redes apoiado pela FIEP, mediante convênio com a Associação Comercial e Industrial do Uberaba (bairro de Curitiba), promoveu a criação de uma zona livre para acesso à internet wi-fi, com mais de 700 usuários registrados. O projeto integra uma rede de Cidades Digitais identificadas pela iniciativa no Paraná.
+ FORUM PR DE TECNOLOGIA SOCIAL
LOCAL: Auditório do Mercado Municipal de Orgânicos (Rua da Paz, ao lado do Mercado Municipal. Perto da Rodoferroviária).

Dia 18.08 – 19h30
ENCERRAMENTO – PAINEL Tecnologias Sociais no Paraná: conhecer para reaplicar
A atividade de encerramento do evento foi pensada como um desfile de Tecnologia Social. Até 24 iniciativas paranaenses serão apresentadas para um público de autoridades, formadores de opinião, desenvolvedores de projetos sociais e curiosos. Ao final, será aberta a consulta pública para a elaboração dos programas estadual e municipais de apoio à Tecnologia Social, com entrega simbólica de documento do Fórum PR de Tecnologia Social ao governo do Paraná e prefeituras presentes.
+ FORUM PR DE TECNOLOGIA SOCIAL
LOCAL: Auditório do Colégio Estadual Paulo Leminski (Av. Cel Augusto Almeida Garret, 135 – Tarumã

Fernanda Favoratto Martins
Rede de Participação Política / Redes de Desenvolvimento Local
Sistema da Federação das Indústrias do Estado do Paraná – Sistema FIEP
Fone: +55 (41) 3271-7613 Cel: +55 (41) 8821-2161
fernanda.favoratto
@ Fer_Favoratto

12/08/2011

Comissão de Trabalho da Câmara: asco e fiasco contra os trabalhadores

Sob protestos da CUT, deputados se negam a ratificar Convenção que protege trabalhador da dispensa imotivada

Comissão de Trabalho da Câmara: asco e fiasco contra os trabalhadores

“O fato é que o trabalhador vem sendo tratado como bagaço. É sugado, chupado e depois mandado embora”, condenou o deputado Vicentinho (PT-SP), ex-presidente da CUT.

Leonardo Severo – CUT Nacional

Numa afronta ao bom-senso e às mínimas normas de civilidade, com constantes e reiterados atropelos e abusos, a Comissão de Trabalho da Câmara Federal, sob a presidência do deputado Sílvio Costa (PTB-PE), decidiu por 17 votos a 8 não ratificar a Convenção 158 da OIT (Organização Internacional do Trabalho), que protege o trabalhador contra a demissão imotivada.

A solicitação enviada ao Congresso pelo governo Lula tem por objetivo garantir ao trabalhador condições mínimas de proteção e segurança que nada tem a ver com “estabilidade” compulsória, como tentaram vender os parlamentares direitistas.

Aproveitando-se desta situação de descalabro, lembrou o deputado Roberto Santiago (PV-SP), somente no ano passado foram cerca de 17 milhões de contratações e 16 milhões de demissões.

“O fato é que o trabalhador vem sendo tratado como bagaço. É sugado, chupado e depois mandado embora”, condenou o deputado Vicentinho (PT-SP), ex-presidente da CUT.

O deputado Policarpo (PT-DF) rechaçou a maneira lamentável como foi conduzido o debate. “A comissão atropelou o processo ao não promover o diálogo. Não era preciso votar açodadamente. Infelizmente, na relação capital e trabalho que se estabelece nesta comissão, o capital sempre ganha”, condenou.

“Defendemos a ratificação da 158 porque ela é fundamental para dar segurança ao trabalhador contra a alta rotatividade, principalmente em setores como a construção civil, comércio e serviços. Como está, o patrão chega e sem mais nem menos joga o empregado na rua”, explicou Valeir Ertle, dirigente da CUT Nacional.

“O fato é que o trabalhador vem sendo tratado como bagaço. É sugado, chupado e depois mandado embora”, condenou o deputado Vicentinho (PT-SP), ex-presidente da CUT.

O deputado Policarpo (PT-DF) rechaçou a maneira lamentável como foi conduzido o debate. “A comissão atropelou o processo ao não promover o diálogo. Não era preciso votar açodadamente. Infelizmente, na relação capital e trabalho que se estabelece nesta comissão, o capital sempre ganha”, condenou.

“Defendemos a ratificação da 158 porque ela é fundamental para dar segurança ao trabalhador contra a alta rotatividade, principalmente em setores como a construção civil, comércio e serviços. Como está, o patrão chega e sem mais nem menos joga o empregado na rua”, explicou Valeir Ertle, dirigente da CUT Nacional.

Para Júlia Nogueira, diretora da CUT Nacional que acompanhou as cerca de cinco horas de debate na Comissão, “é fundamental dar visibilidade ao nome de cada um dos traidores que votaram em função dos interesses do capital, sem qualquer preocupação social”.

Parlamentares que apoiavam os direitos dos trabalhadores denunciaram a presença de empresários e assessores da Confederação Nacional da Indústria (CNI), vigilantes em função dos seus interesses. O deputado Assis Melo (PCdoB-RS) chegou a questionar as razões que teriam levado o relator Sabino Castelo Branco (PTB-AM) a inverter o sinal. No seu primeiro relatório, mudado posteriormente, Sabino sublinhava a importância da Convenção para a geração de empregos. Sem qualquer explicação, a 158 passou a ser enxovalhada pelo mesmo parlamentar que, entre outros absurdos, transformou a Convenção da OIT em sinônimo de “incentivo à informalidade”, responsável pelo “agravamento do desemprego”, pela “discriminação no acesso ao mercado de trabalho”, “comprometendo investimentos no setor produtivo” e outras sandices.

Ao final da votação, as lideranças cutistas repudiaram o comportamento venal e entoaram palavras de ordem contra a traição, deixando claro que a população será informada. Em breve, o Portal do Mundo do Trabalho divulgará fotos e nomes dos parlamentares que votaram contra os trabalhadores.

fonte:http://www.cutsp.org.br/noticias/2011/08/11/comissao-de-trabalho-da-camara-asco-e-fiasco-contra-os-trabalhadores

12/08/2011

Facebook EUA é para americanos, não escreva em português para não receber res postas indesejadas

Ontem, por alguns minutos, 1 post na página da Coca Cola no Facebook, escrito em português, apareceu para usuários da rede social nos EUA. A resposta nao foi das mais amigáveis – conforme relata o AdAge, a lista de comentários virou terreno fértil para a xenofobia. ‘Speak English or fucking die!!!’ e ‘We rule! Speak our language’ foram alguns deles, com reaçoes ainda mais exaltadas pedindo que os estrangeiros fiquem exatamente onde estao e, em outras palavras, ‘nao se metam’ com os EUA. Ainda segundo a matéria, o episódio comprova que muitos norte-americanos consideram o Facebook o 51º estado do seu país, um território onde única e exclusivamente 1 idioma pode ser usado – o inglês. Leia na íntegra aqui. Usuarios do Blue Bus o q estao dizendo ou retuitando agora

Debora Schach

fonte:
http://www.bluebus.com.br/show/1/105474/facebook_eua_p_americanos_n_fale_portugu_s_para_n_receber_respostas_indesejadas

12/08/2011

Sindijor solidário à jornalista Gisah Batista

Nota pública do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (Sindijor-PR)

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná presta solidariedade à colega Gisah Batista, da RPC TV, vítima de injustificável e cruel ironia pública após a divulgação na internet nesta semana de uma entrada ao vivo no Paraná TV veiculada há cerca de um mês na qual aparece atendendo o celular para estabelecer contato com o link. A um só tempo, a jornalista da RPC TV foi vítima da falta de condições adequadas de trabalho e da intolerância aos erros (no caso, suposto) dos jornalistas em trabalho.

Operando com uma unidade móvel que não conta com o “retorno”, Gisah estava sendo informada pelo celular de sua entrada ao vivo. No entanto, o aparelho sofreu uma interferência e a repórter teve de trabalhar “às escuras”, sem ter certeza sobre se estava ou não no ar. Imaginando que ainda não estivesse com o link sendo veiculado, atendeu ao telefone, supondo estar sendo chamada pela coordenação do link, como de fato estava.

Internamente, a falha foi apontada como sendo da engenharia – e não da repórter, o que não impediu que, com a divulgação do vídeo na internet, surgissem ironias e boatos de que Gisah teria sido demitida, o que jamais foi cogitado pela emissora. “Por causa desta falha técnica fui tachada de incompetente, incapaz, mas estou com a consciência tranquila”, afirmou a jornalista, ainda surpresa com os boatos sobre demissão.

Após a disseminação do vídeo no YouTube, nos blogs e twitter comentários maldosos e até agressivos foram a tônica, mas o que aborreceu Gisah foram as críticas veiculadas em sites jornalísticos, alguns dos quais nem procuraram informações detalhadas dela e da emissora. “Fiquei espantada com a forma como fui julgada sem se interessarem em saber o que realmente aconteceu”, disse a jornalista.

Se é verdade que a RPC TV soube identificar a natureza da falha e eximir a jornalista de qualquer responsabilidade, é certo que a empresa não pode expor os jornalistas a condições de trabalho inadequadas, capazes de comprometer a qualidade do produto editorial e colocá-los em situações vexatórias. O “link cego” não foi mais usado pelos repórteres da RPC TV, também por insistência destes, que se recusaram a trabalhar com o equipamento.

Que a RPC o aposente e permita que todos os jornalistas tenham condições adequadas de trabalho. À Gisah fica reiterada nossa solidariedade, pois poucos sabem os meandros do fazer jornalístico e os riscos a quem expõe a credibilidade todos os dias nos veículos de comunicação.

Fonte: Blog Lado B

12/08/2011

Quando a Globo erra na escolha do entrevistado: Veja quem são os jovens que protestam em Londres

12/08/2011

Reporter da afiliada da Globo atende celular e esquece que está ao vivo

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 325 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: