Blogueiros condenam bloqueio a Cuba

O primeiro Encontro Mundial de Blogueiros condenou o bloqueio econômico, comercial e financeiro que Estados Unidos mantém contra Cuba há quase um século, por cercear ou censurar o acesso da ilha caribenha à internet.

A rejeição ao cerco econômico de Washington contra Havana aparece na Carta de Foz de Iguaçu, divulgada neste domingo (31) e aprovada pelos quase 470 assistentes de 23 países do encontro mundial de ativistas digitais, jornalistas, acadêmicos e estudantes, realizado entre os dias 27 e 29 deste mês.

Os participantes pronunciaram-se contra qualquer tentativa de cerceamento ou censura na internet e pela neutralidade na rede, o incentivo aos telecentros e outros mecanismos de inclusão social e pelo desenvolvimento independente de tecnologias de informação, assim como pelo incentivo do software livre.

Nesse ponto, o documento final do encontro recusa “qualquer restrição no acesso a internet, como a imposta hoje por Estados Unidos em seu processo de bloqueio contra Cuba”.

A Carta de Foz de Iguaçu ressalta que” a reunião confirmou a força crescente dos chamados novos meios de comunicação, com seus lugares, blogs e redes sociais, ao mesmo tempo em que permitiu um rico intercâmbio de experiências”. Assim mesmo, prossegue, “o encontro evidenciou que os novos meios de comunicação podem ser um instrumento essencial para o fortalecimento e aperfeiçoamento da democracia”.

Liberdade de expressão

Daí que os participantes consideram essencial a luta pela liberdade de expressão, que não deve ser confundida com a liberdade propalada pelos monopólios mediáticos, que castram a pluralidade informativa. Sustentam que o direito humano à comunicação é hoje uma questão estratégica.

A oposição a qualquer tipo de censura ou perseguição política por parte dos poderes públicos e das corporações do setor, aspecto exemplificado pelos ataques sofridos pelo site WikiLeaks, que tem revelado documentos secretos, constitui outro dos pontos do documento.

Outro é a luta por novas normas regulatórias da comunicação que incentivem os meios públicos e comunitários, impulsionem a diversidade e os meios alternativos, e garantam o acesso da sociedade à comunicação democrática e plural.

Os assistentes lembraram ademais que essas novas normas regulatórias da comunicação devem coibir os monopólios, a propriedade cruzada e o uso indevido de concessões públicas.

Internet livre

Também concordaram em favorecer o acesso universal a uma banda larga de qualidade, ao estimar que a internet resulte estratégica para o desenvolvimento econômico, para enfrentar os problemas sociais e para a democratização da informação. Por isso -ressaltaram- a internet não pode estar a serviço dos monopólios privados.

Para aprofundar em todos esses assuntos, reforçar o intercâmbio de experiências e fortalecer os novos meios informativos sociais, os participantes decidiram realizar o 2º Encontro Mundial de Blogueiros em novembro de 2012, também em Foz do Iguaçu.

* Fonte: Prensa Latina via Vermelho

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: