No sul do Amazonas, mortes rondam o campo!

Segundo CPT, só no interior do Amazonas 46 líderes comunitários estão ameaçados de morte

O pastor Antônio Vasconcelos, 55, da Assembleia de Deus e Presidente da Associação Mãe da Resex Rio Ituxi, morava em uma reserva extrativista no município de Lábrea, AM, quando dois pistoleiros se instalaram em hotel no centro da cidade.

A investida criminosa tinha como bojetivo assassinar o Pastor e acabar com o movimento dos extrativistas e defensores da floresta. Só não deu certo porque os camponeses souberam da presença dos pistoleiros e deram cobertura ao pastor, que foi transferido para outra cidade.

Dias depois, membros da Força Nacional de Segurança Pública, ligados à ‘Operação em Defesa da Vida’, chegaram ao município para dar proteção ao missionário religioso.

Mesmo diante de todo o aparato militar, os pistoleiros, antes de deixar a cidade, não se intimidaram e mandaram um recado ameaçando a família do pastor, scropt que se repete quase que diurtunamente na maior floresta tropical do planeta.

As histórias do pastor Antônio Vasconcelos e da agricultura familiar Nilcilene Lima, já contada neste blog, são exemplos de muitos casos de lideranças comunitárias e ambientalistas ameaçadas de morte, devido a conflitos de terras com fazendeiros, grileiros, e madeireiros na Região Norte do Brasil.

Pistoleiros e jagunços não respeitam a vida, as leis nem a natureza. Fazem qualquer coisa por dinheiro.

Resta saber quem são seus “clientes” dispostos a pagar para que tirem a vida de pessoas de bem e honradas.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: