Archive for janeiro 5th, 2012

05/01/2012

Mas quem é Lukashenko? Onde fica a Belarus?

Por Sérgio Bertoni, TIE-Brasil

A Belarus ou Rússia Branca é um estado europeu localizado a oeste da Rússia e a leste da Polônia, tendo fronteira setentrional com a Lituânia e Letônia e meridional com a Ucrânia. Se considerarmos a Rússia como parte da Europa, então a Belarus é uma estado cravado bem no centro da Europa.

É chamada de Rússia Branca, pois teria sido a única parte do Império Russo não ocupada pelos tártaro-mongóis que dominaram a Rússia por mais de 4 séculos.

Aleksander Lukashenko, o “presidente” da Belarus, é um ditador desvariado apoiado por Moscou. A Belarus é usada como campo de provas onde são testadas as medidas autoritárias soviético-capitalistas do czar Putin e sua camarilha. Muitos esquerdistas ocidentais se deixam levar pelo discurso pseudo-socialista e pseudo anti-norteamericano de Lukashenko. Não passa de retórica barata para iludir o incautos e as viúvas de Stálin que adoram levar porrada do regime e da polícia secreta que, na Belarus, ainda se chama KGB. Na prática Lukashenko está mais para um Hitler sem exército que para Stálin. Seu discurso é nacional-socialista. Lembremos que o partido de Hitler era Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães, ou Nationalsozialistische Deutsche ArbeiterparteiNSDAP, em alemão, cuja redução fonética gera o termo Nazi ou Nazista. Hilter se dizia contrário ao capitalismo e ao socialismo…

Em 1995, este humilde blogueiro e ex-metalúrgico teve a honra de ser citado por Lukashenko em cadeia Nacional de rádio e  TV, durante a transmissão ao vivo de uma assembleia com mais de 3000 pessoas, convocada especialmente para denunciar o Brasil e a Suécia de conspirarem contra a “soberania” da Belarus.

A coisa foi hilária, própria do surrealismo soviético. No dia anterior à referida assembleia, havia eu participado da reunião plenária da direção da Federação dos Sindicatos da Belarus (FPB em russo). Um agente da KGB estava presente na reunião. E aí começa a diversão.

05/01/2012

Internet sofre mais um ataque da censura. Agora é na Belarus do ditador Lukashenko.

Por Katytasv, do BlogProgSP

Uma nova lei na Bielorrússia está causando polêmica em meio a tentativas de regulação da internet em diferentes partes do mundo. O governo vai pôr em vigor restrições sobre visitas a sites estrangeiros por cidadãos bielorrussos e residentes no país. A partir desta semana, a violação desta regra poderá ser reconhecida como delito e punida com multas de valores variados, de até US$ 125. Censura já é comum no país.

Segundo a Biblioteca do Congresso Americano, a lei exige que todas as empresas e cidadãos registrados como empresários usem apenas domínios domésticos para a prestação de serviços on-line como a venda de qualquer produto físico ou virtual e toda a sua negociação. Além disso, apenas endereços de e-mail locais serão autorizados a prestar serviços on-line. Empresas que têm domínio .by (sufixo bielorrusso) mas tem sites hospedados foram do país estarão sob suspeita e investigação. Sites serão obrigados a reter dados dos usuários e informações dos acessos “por segurança”.
Ou seja, nenhum negócio poderá ser realizado por meio da internet se o prestador de serviços está usando sites localizados fora da Bielorrússia como Google, Facebook, eBay, Amazon, entre outros gigantes de internet.

%d blogueiros gostam disto: