A privataria tucana: lançado livro que desmascara o tucanato e o empresariado

Acaba de ser lançado o tão prometido livro de Amaury Ribeiro Jr., jornalista que trabalhou no ninho tucano, que desvenda o modus operandis do tucanato em conluio com o empresariado nacional e internacional.

Alguns já consideravam o livro de Amaury Jr. a primeira grande lenda urbano-cibernética criada pela blogosfera brasileira, mas finalmente veio à luz, fartamente documentado, revelando as fortunas tucanas em paraísos fiscais, após as privatizações do governo FHC, e a rede de espionagem montada pelo ex-governador de São Paulo José Serra contra seu adversário interno no PSDB, o também tucano Aécio Neves, que era governador de Minas Gerais.

O livro está a venda nas melhores livrarias do país e pode ser encontrado a R$ 27,90.

Confira aqui a sinopse publicada no site da Livraria Saraiva:

Prepare-se, leitor, porque este, infelizmente, não é um livro qualquer.

A “PRIVATARIA TUCANA” nos traz, de maneira chocante e até decepcionante, a dura realidade dos bastidores da política e do empresariado brasileiro, em conluio para roubar dinheiro público.

Faz uma denúncia vigorosa do que foi a chamada Era das Privatizações, instaurada pelo governo de Fernando Henrique Cardoso e por seu então Ministro do Planejamento, José Serra. Nomes imprevistos, até agora blindados pela aura da honestidade, surgirão manchados pela imprevista descoberta de seus malfeitos.

Amaury Ribeiro Jr. faz um trabalho investigativo que começa de maneira assustadora, quando leva um tiro ao fazer reportagem sobre o narcotráfico e assassinato de adolescentes, na periferia de Brasília.

Depois do trauma sofrido, refugia-se em Minas e começa a investigar uma rede de espionagem estimulada pelo ex-governador paulista José Serra, para desacreditar seu rival no PSDB, o ex-governador mineiro Aécio Neves.

Ao puxar o fio da meada, mergulha num novelo de proporções espantosas.

3 Responses to “A privataria tucana: lançado livro que desmascara o tucanato e o empresariado”

  1. O dossiê teria a finalidade de desacreditar o ex governador mineiro na disputa interna do PSDB pela indicação ao candidato à Presidência da República, e levou Ribeiro Jr.

    • 1) Os tucanos chamam de dossiê todo e qualquer documento que deponha contra eles.
      2) É de conhecimento público que Amaury Ribeiro Jr. trabalhava para o jornal Estado de Minas, que apóia Aécio, quando lhe foi pedido para investigar a possível arapongagem feita pela turma do Serra para desacreditar o Aécio… A briga aí sempre foi no ninho tucano.
      3) O livro de Amaury vai além da história de espionagens e brigas internas entre o tucanato paulista e mineiro. Aliás mostra que o modus operandis deles é internacional.

Trackbacks

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 326 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: